Diagnóstico de Clima Organizacional e Proposições de Endomarketing para Comércio Atacadista: um Relato Técnico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17921/1415-6571.2021v25n41p46-53

Resumo

Resumo
Este estudo teve por objetivo discutir uma proposta para a utilização de ferramentas de endomarketing, visando a melhoria do clima organizacional de uma organização. O primeiro objetivo se marca pela avaliação do clima organizacional da empresa. O clima na organização permite colher percepções dos colaboradores sobre apoio da chefia/organização, recompensa, conforto físico, controle/pressão e coesão entre Colegas, além de possuir correlação positiva com resultados organizacionais. O segundo objetivo é propositivo, e visa o uso racional das estratégias de endomarketing para preencher lacunas encontradas por esta avaliação. Entende-se como endomarketing as estratégias para promover os sentimentos que os colaboradores têm da qualidade dos serviços prestados e produtos da organização e da importância de seus papéis nesta produção, tornando-os chaves no processo de atendimento das necessidades dos clientes. O estudo e as propostas foram feitas em um comércio do tipo atacarejo na cidade de Corumbá/MS. Os dados foram coletados na perspectiva da pesquisa mista, utilizando a Escala de Clima Organizacional de Martins (2008) e entrevista semiestruturada junto aos gestores. Os resultados mostraram um clima organizacional satisfatório e apontam para a combinação positiva das duas vertentes, no âmbito dos estudos em gestão de pessoas, promovendo benefícios para empresa, empregador, e conexão dos colaboradores com os objetivos estratégicos da organização.

Palavras-chave: Endomarketing. Clima Organizacional. Atacadista. Varejo.

Abstract
This study aimed to discuss a proposal to use internal marketing tools to improve organizational climate. The first objective is marked by the assessment of the company's organizational climate. The organizational climate allows us to gather perceptions from employees about support from the management / organization, reward, physical comfort, control / pressure and cohesion among colleagues, in addition to having a positive correlation with organizational results. The second objective is propositional, and aims at the rational use of internal marketing strategies to fill in the gaps found by this assessment. Endomarketing is understood as the strategies to promote the feelings that employees have of the quality of the services provided and products of the organization and the importance of their roles in this production, making them key in the process of meeting the customers needs. The study and proposals were made in a cash-and-carry trade in the city of Corumbá/Brazil. The data were collected from the perspective of the mixed survey, using Organizational Climate Scale (MARTINS, 2008) and a semi-structured interview with the managers. The results showed a satisfactory organizational climate and point to a positive combination of the two aspects in the scope of people management studies, promoting benefits for the company, employer, and connecting employees with the organization's strategic objectives.

Keywords: Internal Marketing. Organizational Climate. Wholesaler. Retail.

Biografia do Autor

Lara Coquena da Silva Monzon, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. MS, Brasil.

Bacharel em Administração pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Caroline Gonçalves, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. MS, Brasil.

Pós-doutora em Economia pelo departamento de Economia da FEA/USP. Doutora em Administração pela Universidade de São Paulo (USP), linha de pesquisa "Economia das Organizações". Pesquisadora do PENSA/USP - Centro de Conhecimentos em Agronegócios. Mestre em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), linha de pesquisa "Produção e Desenvolvimento" e integrante do Núcleo Interdisciplinar de Estudos em Gestão da Produção e Custos (NIEPC). Graduada em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Atua nas áreas de Administração, História de Negócios (Business History), Gestão estratégica, Agronegócios, Cooperativismo agrícola, Nova Economia Institucional, Sustentabilidade. Possui experiência nas áreas de Cadeias Produtivas, Diagnóstico de Desempenho Organizacional e Pensamento Complexo; Estratégia; Comunicação e Marketing; Tecnologia.

Fernando Thiago, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. MS, Brasil.

Professor do Campus do Pantanal (CPAN) e do Mestrado Profissional em Administração Pública (Profiap) da Escola de Administração e Negócios (ESAN) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Doutor em Administração e Mestre em Ciências Ambientais. Coordenador do Curso de Bacharelado em Administração do Campus do Pantanal/UFMS. Líder dos grupos de pesquisa Nupemad - Núcleo de Pesquisas Multivariadas em Administração e Proged - Programa de Gestão, Estratégia e Desenvolvimento de Organizações. Membro dos grupos de pesquisa: Nead - Núcleo de Estudos em Análise do Discurso e Geapan - Grupo de Pesquisa em Estatística Aplicada do Pantanal. Atua nos seguintes temas: Gestão Pública, Gestão de Pessoas e Gestão do Agronegócio.

Suzianny da Silva Mosciaro Ebeling, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. MS, Brasil.

Possui graduação em Gestão Financeira pela Universidade Católica Dom Bosco (2018). Atualmente é gerente administrativo - Clínica DenteVida. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração Financeira. Professora substituta no curso de Administração de Empresas da UFMS Campus Pantanal, ministrando as matérias de Teoria Geral da Administração II, Administração de Produção e Operações II , Gestão Socioambiental e Teoria Geral da Administração I.

Downloads

Publicado

2021-06-25

Edição

Seção

Artigos Originais